quinta-feira, 6 de junho de 2013

//Livros e Pôster: As Vantagens de Ser Invisível – Stephen Chbosky

Meu primeiro contato com a obra do Stephen Chbosky foi no People's Choice Awards, que deu a Emma Watson o prêmio de Melhor Atriz Dramática pelo As Vantagens de Ser Invísivel. Logo após a premiação, busquei saber que filme era esse. Para minha surpresa, descobri que o filme foi inspirado em um livro: "The Perks of Being a Wallflower", escrito por Stephen Chbosky - que também dirigiu, produziu e escreveu o roteiro do filme.

Primeiro, vi o filme e me emocionei. O trio principal formado pela cada vez melhor Emma Watson, pelo Ezra Miller (do também ótimo Precisamos Falar Sobre Kevin - baseado em livro homônimo) e pelo, até então desconhecido por mim, Logan Lerman. Os três conduzem o filme de forma maestral.


Esta semana, comecei e terminei de ler o livro, igualmente emocionante. Raras são as vezes em que o filme e o livro conseguem manter a essência, a emoção da história e foi muito bom ler o livro já tendo visto o filme. Um casamento perfeito. Uma história emocionante sobre crescimento, amizade, descobertas, inocência, sobre o que é importante. Assistindo/Lendo As Vantagens de Ser Invisível, lembrei-me de algo que minha amiga Laura me falou: "Se não ficou é porque não tinha importância. Quando se é importante, dar-se um jeito sempre". A construção da amizade entre os três baseia-se nesta essência, do que é importante, de ser quem é, pois quando é importante, não existe desculpas. Apenas existe e é real.



Muitas pessoas passam pelas nossas vidas. Algumas não tem importância nenhuma e não alteram em nada; outras, tem uma importância temporária, até um momento em que aquele "fato"que as unia não mais existe e o tempo as leva embora. E então, fica o grupo que compreende o importante e essencial a cada um de nós. O que fica para sempre e que vai nos transformando. Para o primeiro grupo, não há o que se fazer. Para o segundo, agradecer, pedir perdão/perdoar os erros cometidos, as desculpas e manter apenas as lembranças boas e desejar felicidade em seus caminhos. Já o terceiro, estes estão sempre com a gente, pois existe algo maior: o sentimento de "importância". De se fazer presente.

"É ótimo que você ouça e seja um ombro amigo para alguém, mas há momentos em que a gente não precisa de um ombro. E se precisarmos de um braço, ou coisa parecida? Você não pode se limitar a se sentar lá, colocar a vida de todos à frente da sua e pensar que o que importa é o amor. Não pode fazer isso. Você tem que fazer coisas." (trecho do livro) 
“It's great that you can listen and be a shoulder to someone, but what about when someone doesn't need a shoulder? What if they need the arms or something like that? You can't just sit there and put everybody's lives ahead of yours and think that counts as love. You just can't. You have to do things.” 
"Então, eu acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui. Ainda podemos fazer coisas. E podemos tentar ficar bem com elas." (trecho do livro) 
"So I guess we are who we are for a lot of reasons. And maybe we'll never know most of them. But even if we don't have the power to choose where we come from, we can still choose where we go from there. We can still do things. And we can try to feel okay about them."
"Talvez seja bom colocar as coisas em perspectiva, mas às vezes acho que a única perspectiva é estar aqui." (trecho do livro) 
"Maybe it's good to put things in perspective, but sometimes, I think that the only perspective is to really be there." 

E então, seguimos caminhando, construindo nossas histórias, deixando algumas pelo caminho, inacabadas ou encerradas. E vamos caminhando e escolhendo para onde ir. Agindo, pois no que é importante, não cabe desculpas, apenas ações.

O Pôster

"Eu me sinto infinito."(trecho do livro) 
“I feel infinite.” 
"E eu realmente estava ali. E foi o suficiente para que eu me sentisse infinito."(trecho do livro)
 "I was really there. And that was enough to make me feel infinite."


Sentir-se Infinito é a essência do livro e do filme. São os momentos de nossas vidas em que simplesmente nos sentimos infinitos. E foi este desejo, esta essência que me inspirou a criar o pôster "I Feel Infinite". A forma como eu sinto esta frase, como eu lembro da cena do filme, como o livro ficou em minha mente.



________________________________________________________________________________

Você pode fazer o donwload do pôster em alta resolução CLICANDO AQUI.
(tamanho A3 - 29,7 x 42 cm)
Imprima em qualquer gráfica.
Depois, é só tirar uma foto do seu pôster pendurado na sua parede e me enviar.
________________________________________________________________________________



________________________________________________________________________________

You can download the poster in High Resolution CLICK HERE.
(size A3 - 29,7 x 42 cm)
You can print it in any digital printing office.
Then, take a picture of the poster in your wall and send to me
________________________________________________________________________________


________________________________________________________________________________

Para impressão em tamanhos maiores, entrar em contato por e-mail: christian@christiansousa.com
For bigger sizes, please, send me an e-mail to  christian@christiansousa.com



Além disso, a trilha sonora do filme é ótima.



Red Kisses,

Chris, The Red


Postar um comentário