domingo, 29 de novembro de 2015

//Photo Of The Week: Cometa

Foto por Chris, The Red, em 28 de novembro de 2015, Brasília, DF, Brasil


Red Kisses,

Chris, The Red


//Escultores: Antonio Corradini

Estou simplesmente encantado com as esculturas do escultor veneziano Antonio Corradini (1688-1752)A forma como ele trabalhou no mármore, principalmente, na composição dos véus. É incrível como ele conseguiu dar a sensação de transparência. SIMPLESMENTE MARAVILHOSO!

Modéstia. Sansevero Chapel Museum, Naples (1752)





Busto de uma mulher vendada (Puritas) — Museo del Settecento Veneziano, Ca ‘Rezzonico, Veneza (1725)

Tuccia — Galleria Nazionale d’Arte Antica, Rome


Fonte (imagens): http://miltonribeiro.sul21.com.br/tag/antonio-corradini/

Red Kisses,

Chris, The Red


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

//Série Fotográfica: Red Rebel Lights







________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

Red Kisses,

Chris, The Red


//Performance: Ato da transformação – desaparição ou receita de como fazer um santo

Sábado, dia 14 de novembro, estive presente na galeria Elefante Centro Cultural, em Brasília, para prestigiar a performance do artista Antonio Obá intitulada Ato da transformação – desaparição ou receita de como fazer um santo.

Ralando a santa, transformando-a em pó, Antônio expurga toda a dor, todo o preconceito, todo mal que o racismo provoca desde os tempos mais antigos até os dias de hoje. Ao ralar a santa negra, transformando-a em pó, provoca reflexões sobre a própria religião e todo este fundamentalismo religioso que se faz presente em todo mundo nos dias atuais. Ao vestir-se com o pó ralado, talvez seja o momento de recomeçar. Trilhar um novo caminho, uma nova forma de convivência. Ou ainda transmutar a santidade existente na imagem para o próprio homem, ao vestir-se com o pó, reconectar-se a fé, ao ser humano. Voltar a atenção ao ser humano e entender que a verdadeira mensagem divina está no ser humano e não nas imagens adoradas. Sem palavras, Antonio transforma e nos provoca, nos desafia a nos transformarmos também. A nos desnudarmos de todos os preconceitos e tabus e nos vestirmos com o pó da humanidade.









Red Kisses,

Chris, The Red


domingo, 22 de novembro de 2015

//Photo Of The Week: Urbanas I

Foto por Chris, The Red, em 14 de novembro de 2015, Brasília, DF, Brasil
Red Kisses,

Chris, The Red


//Cartaz: Perfume - The Story of a Murderer

Cartaz experimental para o filme Perfume - A História de um Assassino.

Técnica: fotografia + Illustrator + Photoshop.

Criado em 21 de novembro de 2015


Red Kisses,

Chris, The Red


domingo, 15 de novembro de 2015

//Photo Of The Week: Uma Oração Pela Vida


Peço uma oração, não por Mariana, Paris, Beirute, Síria, Bagdá, mas pelo Mundo, pela Vida.
Nossa humanidade passa por um grande conflito espiritual. Mais do que nunca, estamos vivendo um momento em que a maldade e a bondade que existe em cada ser humano está sendo posta em teste diariamente, em todas as regiões, países, independente de cor, raça, sexo, classe social, orientação sexual, gênero, etc.

No mundo inteiro, do norte ao sul, de leste a oeste do Planeta Terra, cada ser humano precisa parar e refletir sobre as escolhas que têm feito. Não dá mais para ir para cama todo dia e dormir e achar que não tem papel importante em tudo que acontece mundialmente. Não somos seres isolados, somos uma rede de conexões. Planeta + Humanidade + Universo.

Não podemos achar que o que aconteceu em Mariana é diferente de jogar lixo pela janela do carro. Ou o que aconteceu em Paris é diferente das palavras ofensivas escritas no facebook contra uma pessoa negra. Todos os nossos atos refletem diretamente em nosso planeta, em nossas vidas. Todos somos responsáveis pelas tragédias e dores causadas diariamente a humanidade e ao planeta Terra.

Então, não peço uma oração por Mariana, Paris,  ou qualquer outro lugar em que uma situação de tragédia tenha acontecido. Eu peço pelo mundo, por todos nós, pela vida de cada ser humano do mundo inteiro. Precisamos mudar a forma como interagimos entre nós e com o planeta. Precisamos mudar a nós mesmo, as mudanças que fizermos em nós refletirá diretamente no mundo, mas precisamos mudar agora, pois chegará um momento em que não adiantará mais a mudança. Já será tarde. 

Como bem disse Madonna: "Only love will change the world!" (Somente o amor mudará o mundo). Somente respeitando o ser humano, a diversidade, o planeta, conseguiremos a tão sonhada paz.

Chega de discursos de ódio, de raiva, de preconceito, de intolerância. CHEGA!!!!!

Foto por Chris, The Red, em 01 de outubro de 2015, Brasília, DF, Brasil
Red Kisses,

Chris, The Red




//IESB: Metodologia e Percepção Visual (Cédulas)

Objetivo: Criar duas cédulas, R$ 3,00 e R$ 6,00 (verso e anverso). 
Tema: Brasilidade

Para compor minhas cédulas, prestei uma homenagem a duas grandes pintoras brasileiras, Tarsila do Amaral e Anita Malfatti. Utilizando duas de suas principais obras na cédula - Abaporu e O Homem Amarelo, além dos semblantes delas.




 Red Kisses,

Chris, The Red


domingo, 8 de novembro de 2015

//Photo Of The Week: Sol e Lua

Foto por Chris, The Red, em 26 de setembro de 2015, São Paulo, SP, Brasil
Red Kisses,

Chris, The Red


//IESB: Introdução ao Design (Trabalho Prático Nº 05)

Disciplina: Introdução ao Design
Trabalho Prático n.05

Objetivo: Tomando como base uma banda de rock (nacional ou estrangeira), criar um cartaz para um show fictício, utilizando os elementos visuais que caracterizam o movimento punk.
Tema: Livre
Formato: A4 vertical

Sobre o Movimento Punk


No mundo pós-Segunda Guerra, observamos que a formação de uma cultura jovem tomava proporções nunca antes imaginadas. O “baby boom” dessa época acabou sendo responsável pela existência de toda uma geração de adolescentes e jovens adultos que ganharam tremenda relevância nos mais diversos tipos de manifestação artística. No mundo da música, o rock’n’roll foi, de longe, o mais bem sucedido manifestante dessa cultura jovem.

Em pouco tempo, a estética trazida pelo rock foi empregada para se transmitir as diferentes formas de mensagem. Sendo assim, na década de 1960, alguns jovens começaram se identificar com uma música de temas menos pretensiosos e que falasse das experiências cotidianas de modo crítico e direto. Em geral, esse tipo de demanda apareceu entre os jovens norte-americanos, que não se identificavam tanto com a lisergia e o experimentalismo que começavam a ganhar espaço entre diversas bandas.

Foi assim que, nos Estados Unidos, bandas como MC5, Stooges e Velvet Underground ofereceram um tipo de performance e letras que foram uma das primeiras referências para a ascensão do punk como estilo musical. As canções rápidas e a falta de arranjos mais complexos indicavam um caminho que tinha muito a oferecer. Na década de 1970, a banda Ramones solidificou um modo de comportamento e canções ainda mais toscas e objetivas.

Até aquele exato momento, os punks – que ainda nem chegavam a se identificar uniformemente de tal modo – tinham toda aquela energia voltada para a provocação, a ironia e o deboche. Na Inglaterra, os problemas econômicos e sociais serviram de base de sustentação para que o punk assumisse uma vertente bem mais crítica e agressiva. Nas terras da rainha, surgiu a banda Sex Pistols como uma eficiente representação dessa nova situação que o punk assumiu.

Com o passar do tempo, a popularização do punk teve a capacidade de influenciar jovens de diferentes partes do mundo e promover a organização de festivais, o surgimento de outras bandas e a produção de uma literatura oriunda desse mesmo contexto. Tal êxito acabou servindo de inspiração para que a própria indústria cultural absorvesse elementos visuais e musicais que estabeleceram a explosão do gênero musical “New Wave”, na década de 1980.

Enquanto essa absorção dos grandes meios de comunicação acontecia, o punk continuava a se frutificar em uma versão ainda virulenta com o aparecimento das bandas de hardcore, que dialogavam com alguns elementos do heavy metal. Ainda hoje, percebemos que muitos dos elementos do movimento punk foram trazidos para o consumo massificado. De tal forma, notamos que o punk vive uma crise contemporânea em que a sua própria existência e viabilidade são foco de constantes debates.

Por Rainer Sousa
Mestre em História
Equipe Brasil Escola

Fonte: SOUSA, Rainer Gonçalves. "Movimento Punk"; Brasil Escola. Disponível em . Acesso em 08 de novembro de 2015

Processo
















Red Kisses,
Chris, The Red


//Coming Next: Boch Advogados


Red Kisses,

Chris, The Red


//Coming Next: Wallison Mais #CoachWellness


Red Kisses,

Chris, The Red


//IESB: Metodologia e Percepção Visual (Capa de Revista)

Objetivo: Elaborar uma capa de revista apresentando alguns dos conhecimentos adquiridos na aula de hoje. 
Tema: Arte para Todos
Formato: 17 x 26 cm - vertical (utilizar o papel A4)
Itens da capa: Título, chamadas, data, editora, número
Gramatura do papel: 180 g






Red Kisses,

Chris, The Red


domingo, 1 de novembro de 2015

//Photo Of The Week: Tapete Vermelho de Brasília

Foto por Chris, The Red, em 31 de outubro de 2015, Brasília, DF, Brasil
Red Kisses,

Chris, The Red