terça-feira, 8 de junho de 2010

Fotomontagem Parte 2: George Groß

Continuando com os representantes do movimento Fotomontagem, trago hoje:


George Grosz
Berlim, 26 de Julho de 1893- Berlim Leste, 6 de Julho de 1959) foi um pintor e desenhista alemão.

Foi uma das figuras mais destacadas do Dadaísmo em Berlim, de 1917 a 1920. Além de membro do rupo expressionista New Objectivity. Também militante do Partido Comunista, utilizando-se de duas obras para criticar a República de Weimar (1919-1933).

Empresários corpulentos, soldados feridos, prostitutas, crimes sexuais e orgias estavam entre os principais temas de seus trabalhos. e, como já mencionado na primeira parte, George Grosz, juntamente com John Heartfield, outro representante do movimento dadaísta e fotomontagem, fundou a revista satírica Die Pleite.

A seguir, algumas obras de George Grosz


Lovesick, 1916


The City, 1916/17


John the Sex Murderer, 1918


Republica Automatons, 1920


Dusk, 1922


Glad to Be Back, 1943


The Pit, 1946

O que mais me chamou atenção na obra do George Grosz foi as cores, são impressionantes. Estes tons fortes ficaram incríveis, dinâmicos, fortes.

Para saber mais:
Fontes:

Anterior sobre este tema: Fotomontagem Parte 1 - John Heartfield

Red Kisses,

Chris ("Chegamos a este mundo com uma bagagem de vidas anteriores que temos que corrigir, em algum momento. Sua correção pode estar relacionada a dinheiro, pessoas, saúde, amizades ou amor. Hoje, saiba que tudo o que for dolorosamente desconfortável para você é parte de sua correção" - Yehuda Berg)


Postar um comentário