quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Abstração: abstraindo grandes artistas

Cheguei a mais um bloco da pós-Graduação. Nesse, o tema é Abstração.

Abstração é o processo de criação da forma pura. Na abstração não se busca a forma perfeita ou a representação fiel da realidade.

"A abstração opera de dois modos: pela redução das aparências dos objetos sensíveis a formas elementares e mínimas, ou pela tentativa de construção de objetos artísticos totalmente não figurativos, isto ee, não representativos,  PURO JOGO DE FORMAS E CORES." (Eduardo Carreira)

Assim, temos dois tipos de abstração: a geométrica e a lírica. Na primeira, temos Mondrian e Van Doesburg, como dois dos principais representantes. E é caracterizada pelo uso de elementos geométricos antagônico à abstração lírica que explora a dimensão intuitiva e os aspectos sensuais da forma, e temos Kandinsky um dos representantes deste movimento.

Resolvi brincar com as obras de alguns artistas e abstraí-las.

Arthur Dove: Eu e a Lua 



Edgar Degas: Ensaio de Ballet 


 Umberto Boccioni, States of Mind II- The Farewells 



Arthur Boyd: Nude Unveiled 



Cícero Dias: Entropie 




Red Kisses,

Chris
Postar um comentário